500 Dias Com Ela (500 Days Of Summer)

21 fev

Hey Guys!

Eu dei uma esquecida aqui do Slug, desculpem-me T_T. Mas voltando à ativa e com tudo (\õ/). Esse post tratará sobre um filme que eu vi esses dias, muito fantástico, o 500 Dias Com Ela com os atores Joseph Gordon Levitt e Zooey Deschanel interpretando respectivamente os protagonistas Tom e Summer.

Pois bem, o filme se passa num relacionamento entre Tom e Summer. Summer é a mais nova contratada do chefe onde Tom trabalha, e logo de cara se encanta por ela, seu sorriso meigo, olhos claros e divertidos, e um visual que lembra os anos 80’s (alias todos os personagens tem uma roupa que lembra essa época, inclusive o cenário, porém não se passa, porque você pode até ver eles acessando a internet, e jogando nintendo wii SHAUSHASU).

"a cena mais épica do filme, ele está ouvindo The Smiths - There is a Light That Never Goes Out (vou botar um player pra vocês ouvirem no final do post) eae ela comenta que gosta da banda e tals', o que cria uma SUPER esperança nele de que finalmente ela tá dando sopa.

“a cena mais épica do filme, ele está ouvindo The Smiths – There is a Light That Never Goes Out (vou botar um player pra vocês ouvirem no final do post) eae ela comenta que gosta da banda e tals’, o que cria uma SUPER esperança nele de que finalmente ela tá dando sopa.”

Enfim, Tom se interessa por Summer e divide essa experiência com seus amigos mais próximos que o encorajam a tentar conquistá-la também. Summer se mostra uma mulher independente, e desprendida de qualquer relacionamento sério, enquanto Tom tem uma expectativa diferente de ‘relação’ para com ela. E daí se iniciam os 500 dias com ela.

O filme vai decorrendo exatamente em 500 dias, as vezes pula para o 355º dia, e volta para o 45º dia, o que difere a etapa da relação deles, e consequentemente o humor de ambos. Logo no inicio ele chora e desabafa com os amigos pelo fim do ‘namoro’, e nesses dias em que passou com ela, se passa como rolou toda a história dos dois. Ela termina por justamente não crer no amor, e num relacionamento sério, na verdade ela se mostra desprendida desde o inicio para com a relação, o que vai agravando a dependência de Tom. ):

Eu ri muito com esse filme, ele fica tão desesperado, e depressivo por ela, que acaba se tornando incrivelmente engraçado, (como agente gosta do sofrer alheio né? D:), e o filme tem uma pegada meio realística, interior mesmo, qualquer um se identifica com ambos os lados, ou se familiariza, todos já viram uma situação como essa. HSUAHSUAS’

“Tom é formado em arquitetura, porém seu trabalho não tem nada haver com seu diploma, ele então a convida para dar um passeio, e nessa ele comenta que gostaria que fizesse com que as pessoas admirassem mais a paisagem dos prédios, a arquitetura e todo trabalho envolvido, Summer da seu anti-braço para que ele desenhe como ele deixaria o visual dos prédios da cidade”

Enfim, eu não vou contar o final do filme, mas posso dizer que esse filme demonstra o quão nós temos de lidar com frustrações, não só como os de Tom, (não trabalhar com o que se gosta, não ser amado pela garota que o ama da mesma forma e etc). Como também os de Summer, (mas esses só vendo o filme moçada), e faz com que pensemos sobre como a vida necessita de mudanças, há pessoas que vêm e pessoas que se vão, essa é a graça! (ficou muito ‘frase de auto-ajuda’ do facebook, HSUASHAUSHUSH).

Isso é tudo, espero que tenham curtido, e como eu disse, vou postar aqui a música do The Smiths pra finalizar esse dia de carnaval chuvoso com chave de ouro. Beijão ;*

[audio http://dl.dropbox.com/u/57904311/13%20There%20Is%20a%20Light%20That%20Never%20Goes%20Out.mp3|title=There is A Light That Never Goes Out|artist=The Smiths]

Top 5 Bandas

8 fev

Hey!

Não sei se vocês se lembram – ou já viram – mas meu primeiro post foi um Top 5 Cinema, com os cinco filmes meus favoritos (V de Vingança, Coraline, Cisne Negro, Edward Mãos de Tesoura e O Fabuloso Destino de Amélie Poulain), você não viu? Mas que FEIO, muito feio, mas eu vou ser boazinha clique aqui para ver o post. Pois bem, eu estive sem criatividade pro blog – na verdade estava cheia de ideias, mas desisti de todas elas HSUAHSA – então resolvi fazer um Top 5 das minhas bandas não favoritas mas as que eu ultimamente mais ouço.          – normalmente eu sempre to mudando meu playlist-

Enfim, começamos com…

5. Soldiers Of Jah Army (S.O.J.A.)

Ah! essa banda me trás lindas lembranças, entro numa espécie de nostalgia quando a ouço *————-*.

Pois bem, Soldiers Of Jah Army (que significa Soldados do Exército de Jah, e Jah pra quem não sabe é uma divindade Rastafari) é uma banda de Reggae, e como vocês podem ver, a banda é bem pequena néah? HSUASHAUS’

Foi uma banda como a maioria criada no ensino médio, inicialmente por Jacob (vocal e guitarra) e Bob Jefferson (baixo) que conhecem Eric Rogers (no teclado e vocal harmonico, que depois é substituído por Patrick O’shea), Ryan Berty (bateria) e Ken Brownell (percussão). Assim então começou S.O.J.A. gravando seu primeiro CD intitulado de Soldiers Of  Jah Army independente.

Curte o Som:

[audio http://dl.dropbox.com/u/57904311/08%20-%20I%20Don%27t%20Wanna%20Wait.mp3|titles=I Don’t Wanna Wait|artist=SOJA]

4. Linkin Park

Sem palavras, essa é uma das bandas que eu mais admiro, a história de cada um, o envolvimento no trabalho a sinceridade nas músicas, a inovação, originalidade e a forma com que nos cativa cada música (isso porque eu comecei dizendo “sem palavras” SHAUSHASAHSUAHS).

Inicialmente começou com Mike Shinoda, Brad Delson e Rob Bourdon, após se formarem, que assim se formou a banda Xero, então assim começaram a gravar suas músicas no quarto do Shinoda (devia ser muito divertido XD). Despois de alguns acontecimentos entrou Chester Bennington (e a mulherada vai a locura \õ/\o>\o/<õ> kk). A Banda depois decidiu mudar o nome para Hybrid Theory e mais tarde para Linkin Park (segundo um amigo meu, Linkin Park de Parque Lincoln, mas aí como tinha acabado de abrir o Parque eles decidiram abreviar para Linkin, acho que é mais ou menos isso, mas sinceramente eu não tenho certeza, mas sempre quis saber de onde veio o nome “Linkin Park”). Bem eu podia falar bem mais, mas ai o post seria todo deles, então eu recomendo para quem quer saber mais pesquise, pois é sempre bom saber a história da banda, sua trajetória e afins.

Curte o Som:

[audio http://dl.dropbox.com/u/57904311/19-linkin_park-my_december_%28single_2001%29-h8me.mp3|titles=My December|artist=Linkin Park]

3. Depeche Mode

Essa quase nunca saí do meu playlist, desde que a conheci, jamais parei de ouvi-la, essa banda é synthpop (que usa como batida, sons parecido com ondas sonoras do cérebro) com uma pegada pós-punk e rock eletrônico desde 1980.

A banda começou com David Gahan (vocalista), Martin L. Gore (tecladista, guitarrista, vocalista e compositor), Andrew Fletcher (tecladista), Vince Clarke (tecladista e compositor que depois deixou a banda e foi substituído por Alan Wilder, este saiu e a banda seguiu carreira como um trio).

Curte o Som (inclusive a melodia dessa versão foi remixada pelo Linkin Park, mas a voz e contexto mesmo é do Depeche Mode):

[audio http://dl.dropbox.com/u/57904311/04.%20Enjoy%20the%20silence.mp3|titles=Enjoy The Silence|artist=Depeche Mode]

2. Red Hot Chili Peppers

Todo mundo já deve ter ouvido “Californicatiooooon”! HSAUSHAUSAHUS’, duvido que não! Não consigo para de ouvir ela, inclusive estive fazendo este post inteiro ouvindo Red Hot, sério, eles viciam muito ._.”

Sério, eu desisti de falar sobre a formação dessa banda, porque é muito extensa, (tem até um gráfico no wikipédia porque escrever é osso). Então vou falar mais sobre os atuais integrantes belezura?  – e se não tiver tbm, vai ser assim mesmo porque o blog é meu u_u’ HUNF’ – HSUAHSUASHU brinks

Anthony Kieds (vocalista desde o inicio), Flea (baixista desde o inicio), John Frusciante (guitarrista, começou no meio, saiu e agora permanece na banda atualmente), Chad Smith (baterista, entrou no meio e permanece atualmente).  Flea, Hillel Slovak e Jack Irons eram três pivetes de 15 anos com sonhos musicais, Anthony era um admirador da banda e também amigo de Flea – isso explica eles estarem juntos até hoje na banda ♥-

OBS: também podia falar bem mais, mas sugiro que pesquisem ^^’

Curte o Som:

[audio http://dl.dropbox.com/u/57904311/Red%20Hot%20Chili%20Peppers%20-%20Snow%20%28%20Hey%20oh%20%29.mp3|titles=Snow (Hey Oh!)|artist=Red Hot Chili Peppers]

1. Tiê

Bem moçada, vocês já sabem dela néah? COMO ASSIM NÃO? Ela foi meu segundo post T_T. Que feio, vou dar uma outra colher de chá pra quem não viu esse post então clique aqui.  E que não se repita hein?

Enfim, eu estive ouvindo muito ela, por motivos que vocês só saberão se lerem o post u_u’, mas como eu falei eu to ouvindo até agora Red Hot Chili Peppers XD

Curte o Som:

[audio http://dl.dropbox.com/u/57904311/03%20Piscar%20O%20Olho.mp3|titles=Piscar o Olho|artist=Tiê]

Isso é tudo pessoal HSUAHSUASHAUS’ (sempre quis dizer isso)!

Inspiração: Miss Aniela

31 jan

Hey galerinha!

Há um tempo atrás eu estava em busca de inspirações para fotografar, eu nunca fui de ter ídolos, alguém que eu admirasse e tals’, mas vasculhando eu encontrei uma fotógrafa GENIAAAAL (ah sim, eu gosto de fotografia e de fotografar, mas vocês nem perceberam néah? :B).

Pois então, ela é Miss Aniela, uma inglesa que ingressou no mundo da fotografia e ficou conhecida pelo site Flickr. Particularmente eu acho ela muito fantástica, não por apenas fotografar bem, mas por ser tão original em seu trabalho.  Eu duvido que vocês já tenham visto algo assim, – se tiverem me mandem porque eu ficaria louca pra conhecer \õ/-. As fotos dela são muito detalhistas, cada detalhe preenche seu espaço resultando numa foto adorável, são encantadoras e faz você pensar ‘mas porque diabos ela teve essa ideia?!’, é isso que me chamou atenção ao trabalho dela.

Enfim depois de fazer TODA ESSA APRESENTAÇÃO SOBRE A TAL ANIELA HSAUSHAU’, seria muito injusto da minha parte não postar algumas fotos dela, mas eu sinto em dizer que eu não poderei postar, alias eu não tenho certeza se eu poderia postar porque infelizmente eu acho que precisa-se de autorização – eu não tenho certeza – mas por via das duvidas, clicando ali emcima ^ no nome dela você entra no Flickr dela, e clicando aqui você  poderá acessar o blog dela ;D

Beijão pessoal até a próxima ;*

 

Free Hugs :D

26 jan

Hey zõ/

Quem nunca ouviu falar de abraço grátis levanta a mão
_o_  _o_  _ó/  _õ_  _ô_  _õ>
que feio manolinho aí do meio ><‘ kk’ – piadas infames a  parte –

Free Hugs em inglês é Abraços Grátis. E nesse mês de Janeiro andaram promovendo um encontro de pessoas com seus cartazes anunciando os abraços gratuitos em frente ao MASP da movimentada Av. Paulista.

O encontro constitui basicamente em distribuir abraços grátis, o que é uma irônia porque um abraço É GRATUITO, porém na cidade em que moramos nessa época em que vivemos, um abraço anda valendo muito, e como! Um sorriso já é caro demais, imagine um abraço?

Nos faz refletir em como as pessoas são reservadas, receosas, mas é de se esperar não é? Ainda mais em São Paulo ninguém confia em ninguém e nem temos motivos pra isso :/

Mas esse então é o objetivo do Free Hugs, trazer afetividade em dias de stress, mau-humor, chacota, pressão e nenhum sorriso ou “obrigado”. E adivinhem só, EU FUI!

Na verdade eu nem ia SHUASHAUSU’, eu tinha um compromisso marcado e então de ultima hora foi adiado e as pressas fui correndo pra me encontrar com meus amigos ;P.

Nós abraçamos um peruano, guardinhas, estátuas, homens, mulheres, trabalhadores da paulista, gente carente (diga-se de passagem muito carente ‘-‘) entre outros tipos que perambulavam na Paulista no dia 20 de janeiro :B

Depois passamos numa galeria da R. Augusta e quase ninguém quis nos abraçar lá ):  (e também tomamos suco de tamarindo e ninguém gostou, só eu, experimentem, não podem morrer sem tomar u__u’)

Enfim algumas fotos aí embaixo pra vocês terem só uma ideia de como um abraço faz diferença sim. E você aí?! Já abraçou alguém hoje de quem se gosta? 🙂

Este slideshow necessita de JavaScript.

Freakakoid!

21 jan

Hey!
Cara esses dias eu estive conversando com minha tia, e ela me falou sobre um desenho que passava na década de 90. Minha mãe sempre falava sobre ele, mas vindo dela eu imaginava algo em preto e branco (sorry mommy HSUASHUASHUA).

Como essa minha Tia tem narrativas ÓTIMAS, eu fiquei interessada e procurei na internet o desenho que contém apenas duas temporadas. Eu casquei o bico com o desenho, é muito engraçado!

Freakazoid é um super-herói um tanto quanto nada enigmático e super cômico (recomendo que assistam dublado, porque quem dubla ele, é o Guilherme Briggs, que também dubla o Cosmo dos Padrinhos Mágicos).

Enfim, Dexter Douglas é um nerd de 16 anos estudante da escola Harry Connick High School, não é lá muito adorado pelas garotas, e viciado em computador (que no desenho é aqueles que a CPU é deitada .-.), numa dessas da um bug no pc dele e ele se transforma em Freakazoid. Então sua força, agilidade e velocidade é reforçada e sua única fraqueza – da qual hilariamente ele acaba contando para um de seus vilões – é caso ele fique prezo numa gaiola de grafite, então ele perde as forças graças à um fenômeno físico que eu ainda não entendi ‘-‘.      (Einsten devia ter escrito esse post pra mim -.-‘)

E como todo herói ele também tem vilões, selecionei alguns porque são muitos e não to afim de ficar que nem louca no google tentando achar uma foto de todos eles em boa resolução pra vocês. ♥

Cave Guy: É um homem pré-histórico, porém intelectual de alta classe e etiqueta. Seu verdadeiro nome é Mumphry Royce.

Snake Queen: Ela pode controlar as cobras e os demais répteis (sem brincadeira, eu tenho medo disso D: ). Ela acaba tendo um caso com o Cave Guy. Tem um covil nos esgotos, onde ela reclama ser muito escuro, até que Freakazoid sugere lanternas japonesas XDD.

Waylon Jeepers: Segundo o Wikipédia é um homem um pouco assustador, segundo eu, é um homem MUITO assustador! Ele criou uma Medusa que transforma pessoas e pombos em pedra e um relógio que transforma castores em ouro. (Num episódio o Freakazoid fala bem assim: “Eu não quero ver esse seu relógio! Dá pra deixa os pobres dos castores em paz?” eu ri muito HSUAHSASHUASHUSHAUSHAUSH’).

Candle Jack: Um vilão que pra mim lembra um espantalho, ele flutua no ar, e prende as pessoas que falam seu nome numa corda (Castiçal em português porque ele anda com um castiçal na mão com uma única vela acesa). Ele tem uma queda por tortas.

Mas também tem aliados claro (e como eu disse acima vou postar só alguns *——————-*, obrigada pela compreensão):

Sgt. Mike Cosgrove: um policial bem gordinho simpático que sempre antes do nosso super-herói chegar nas cenas do crime, para ele com um bom papo ou comida .—. . Tem a estranha capacidade de apontar pra alguém dizer ‘cut it out’ (em português: cortá-lo para fora, mas não sei como fica dublado pois ainda não vi esse episódio :B) e então, as pessoas param imediatamente o que estão fazendo.

Fanboy: é um gordinho, viciadoem Star Wars, revistas em quadrinhos e candidato a ajudante de Freakazoid (daí o nome Fanboy)

Freakazette: apenas é mencionada no primeiro episódio, mas eu selecionei porque gostei do nome XD me lembra aquelas garotas que ficam dançando com os astros, pique: Hoje pra vocês ao vivo, Freakazoid e as Freakazettes (ta bom parei, não teve graça ><’)

Handman: Nossa eu casquei o bico com esse episódio, ele ta lutando contra o Cerebelo, eae ele apresenta o Homem-mão, que nada mais é do que sua mão direita que soca os vilões – e também fala diga-se de passagem – nesse mesmo episódio Handman conhece Handwoman/Handgirl que é a mão esquerda de Freakazoid e se casa com ela ‘—-‘

O legal do Freakazoid é que é um desenho que usa cenas de filmes no meio dos episódios, e muito irônico, – de uma forma light -, sem falar que Freakazoid é um herói que não supera nenhuma expectativa de ser um misterioso e enigmático que faz justiça com as próprias mãos (piadinha interna), mas que nos cativa de tanta cara de pau e boa graça.

Taí, espero que dêem ouvidos agora aos desenhos que suas mães comentam, pois um dia você pode estar falando ao seu filho de como Ben 10 era legal e ele não irá te ouvir DD: … kk piadinhas à parte:

Beijão, até o próximo post!

Voz e nome de passarinho: Tiê

18 jan

Hey;

Hoje eu vou postar sobre uma das minhas artistas indie/MPB favorita *——-*

Essa é a Tiê (curioso esse nome não? Mas é tão meigo). Pois então u_u’

Tiê é uma cantora no pique indie, mas na realidade não tenho certeza se ela é ainda, pois consta nos sites de compra do CD dela que a gravadora é a Warner (indie é um termo do inglês pra independent, que em português é independente, quer dizer que o artista/banda não tem contrato com nenhuma gravadora, mas que mesmo assim divulga seu trabalho, vende seus CD’s e etc).  Normalmente esses artistas/bandas, são ótimos, porque eles mantém sua marca, seu jeito, sua performance, porque normalmente depois que você assina um contrato com a gravadora você está se dispondo à imagem daquela marca – não que outros artistas/bandas com contrato sejam ruins, pelo contrário –, e por esse motivo esses artistas mantém seu som a sua maneira 😀

Enfim, Tiê Gasparinetti Biral estudou canto em Nova York também foi modelo da Ford Models, já atuou em um comercial que foi premiado no Cannes *-*.  Também foi dona do Café Brechó, e nessa acabou conhecendo um tecladista, o Dudu Tsuda e um compositor, Toquinho. E graças à essas ‘coincidências’ maravilhosas, ela gravou seu primeiro CD (Sweet Jardim) e viajou pelo Brasil e pela Europa junto com Dudu.

O que eu mais gosto nela é seu jeito meigo de ser direta, sem medo de demonstrar seus sentimentos que para nosso pudor é um tanto piegas, uma doçura nada enjoativa na melodia, mais as letras sinceras, e ao fim, uma bela obra. Além dela tocar piano (Mel, eu amo o som do piano -.-‘, sério). Algumas músicas ela canta em inglês e até em francês (particularmente eu gosto mais das em francês).

Pra quem tá afim de saber um pouco mais sobre a carreira dela (porque cai entre nós, a micro-biografia que eu fiz não acrescenta lá muita coisa –‘). Assiste o video aqui.

Enfim aqui pra vocês conhecerem um pouco do trampo dela, minhas músicas favoritas, espero que curtam. *——————*

Beijão e até a próxima;

Assinado Eu

Perto e Distante

Aula de Francês

Te Valorizo

Te Mereço

Top 5 do Cinema

15 jan

Hey, primeiro post do Slug \õ (ah vá Anne, sério mesmo?)

Enfim, eu tinha uma porção de projetos para postar e tals’ e no fim das contas resolvi que não usaria nenhum deles – vai entender néah? – no fim das contas, eu resolvi dar uma revisada nuns filmes que eu assisti no decorrer da minha infância até dias atuais. Aí então me surgiu a ideia de fazendo um post justamente sobre os filmes que eu mais gosto, (ai já até serve como uma sugestão do que alugar pra assistir no escurinho da sua sala com seus amigos, familiares, namorado/lala).

Só que aconteceu um problema, eu gosto de uma porrada de filmes, então eu me obriguei a selecionar apenas 5. Sim, quem sabe se der certo eu não continuo a lista :B… Resolvi por fim fazer um Top 5 dos cinco filmes favoritos;

Começando COOOOOOOOOM:

 5 .V de Vingança (V for Vendetta)

Esse filme na verdade antes de ser filme era um HQ lançado em 1982, depois de algum tempo foi retomada em 1988 já colorida 😀
O filme conta sobre uma história de um governo rígido e fascista, (muito semelhante ao Totalitarismo na Segunda Guerra Mundial).

Na noite de 19 de Novembro, uma moça chamada Eve, saí após o toque de recolher à noite para uma peça teatral e é surpreendida por dois homens num beco escuro, os dois homens com a intenção de violentá-la são interrompidos por um misterioso de máscara, O “V”. Ele comete uma ação terrorista contra um dos monumentos na madrugada de 20 de Novembro, assustando quem tivesse perto. A mídia que é controlada pelo governo encobre o real acontecimento enquanto a “polícia” corre atrás de saber quem é o mascarado.

Esse filme não defende nenhuma ideologia, pelo contrário, até acho que ele deixa bastante incógnito esse lado, mas ele nos faz refletir profundamente sobre algumas observações sociológicas, até mesmo intimas nossas, nossos medos, inseguranças, nossas crenças.

4. Coraline e o Mundo Secreto (Coraline)

O que eu mais gosto nesse filme é que ele não foi feito no computador, SIM é dificil de acreditar, mas todo o cenário é uma maquete e os personagens são bonequinhos, e tudo é muito perfeito. Eles tiram fotos, movimentando os bonecos, cada detalhe, fio de cabelo, e dedinho do pé *-*

Coraline Jones é uma garota que acabou de se mudar para longe de seus amigos, seus pais trabalham muito, e não têm tempo pra lhe dar atenção, então muito hiperativa ela conhece Wybie, neto da dona do Palácio Cor-de-Rosa, que é onde ela mora. Ele encontra uma boneca muito idêntica a ela e lhe entrega, a boneca então some, sem mais nem menos.Na nova sala-de-estar, ela nota que há uma pequena porta na parede, e a noite ela passa por esta mini-porta, onde ela encontra um mundo paralelo, com pais legais e atenciosos, vizinhos legais, e até um Wybie, o estranho é que todos possuem olhos de botão… aí então esse mundo tão legal, começa a não ser… hum, digamos TÃO legal assim.

Eu gosto desse filme por infinitos motivos, mas principalmente por me deparar com assuntos fantasiosos que vêm a calhar. Coraline apesar de teimosa e impulsiva, é uma menina valente e fiel. Demonstra tanto no filme como certas coisas nem podem ser tão perfeitas assim (hm’)

3. Cisne Negro (Black Swan)

Com uma das minhas atrizes favoritas, Natalie Portman, (não sei se repararam mas é a mesma atriz que faz a Eve no V de Vingança lá encima ^).

Uma bailarina dedicada inteiramente ao ballet, é escolhida para ser o Cisne Branco num espetáculo da companhia, o contraste é que ela terá de ser o Cisne Negro também, porém sua dança e sua personalidade envolvem muito mais o Cisne Branco (delicado, doce e ingênuo) do que o Cisne Negro (malicioso, envolvente, personalidade forte). Vista que têm uma grande concorrente ao papel, ela entra numa espécie de conflito com seus próprios cisnes e começa a ter delírios, quer dizer… será que são mesmo delírios?

Esse filme foi muito bem bolado, ao final dele eu ainda estava nesse transe de não saber ao certo ‘o que foi que aconteceu?’. Ele tem uma trama perfeita, e lhe faz entrar nesse delírio da personagem, ao fim de tudo, você tem a sensação de que era tudo muito convincente.

2. Edward Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands)

Meu ator favorito, Johnny Depp. \õ

Seu primeiro trabalho com Tim Burton se não me engano, e na minha opinião, o melhor trabalho.

Edward é filho de um inventor, e que ao invés de mãos possui tesouras. – tic – tic -. Como presente de Natal seu pai/inventor iria presenteá-lo com um par de mãos, porém ele veio a falecer T_T. Sozinho numa mansão, uma vendedora de cosméticos bate a sua porta e caridosa, o convida para se juntar a toda cidade e morar com ela. Inicialmente Edward é estranhado por todos, mas não é algo que o atinge tanto pelo fato de ser ingênuo como uma criança. Então ele se apaixona por Kim, uma garota comum que o cativa, aos poucos ela vai reconhecendo que Edward apesar de ‘estranho’ é uma boa pessoa, e juntamente com os demais vizinhos começa a ser visto com bons olhos graças ao seu talento com as tesouras. Quero dizer, nem todos o vêm assim ‘—-‘

Eu assisti esse filme quando muito pequena, eu devia ter uns 7 anos eu acho, viash nem me lembro, só sei que eu adorei esse filme desde a primeira vez que o vi. Ele é completamente sem nexo na verdade, mas dá vontade verdadeiramente de acreditar. É apaixonante, Edward possui todos os mínimos aspectos de uma criança, é o que mais me cativa nele além do visual ala Tim Burton.

1. O Fabuloso Destino de Amelie Poulain (Le Fabulex Destin d’Amelie Poulain)

O meu filme favorito de todos *—————*’

Amelie foi um criança da qual tinha uma mãe um tanto stressada demais, e um pai pouco afetivo, seu pai era médico e mensalmente fazia check-ups na filha, como o contato físico era muito raro seu coração disparava, então seu pai concluiu que a filha tinha uma anomalia cardíaca e decidiram educá-la em casa já que sua mãe era professora. Amelie desde então sempre viveu muito sozinha, reservada, com seus prazeres e suas fantasias. Cresce então, acha uma caixa onde o antigo habitante da sua casa tinha deixado suas lembranças, ao devolver sente uma enorme vontade de ajudar as pessoas indiretamente. Numa dessas, ela conhece Nino, um colecionador de fotos descartada pelos donos, Nino perde seu álbum de fotografias acidentalmente e Amelie faz um jogo insegura realmente se quer deixar Nino lhe conhecer…

Uma coisa curiosa nesse filme, é que ele relata tim-tim por tim-tim os prazeres e desgostos do personagem e através disso nós nos identificamos ou não com eles logo de cara, uma maneira simples que nos evidência que personalidade aquele personagem possui. Esse filme também evidência a importância dos mínimos prazeres (como passar o pé encima das pedras, ou sentir cheiro de bolo no forno, reparar nas formas das nuvens), coisas simples, gratuitas e prazerosas…

Enfim, é isso aí pessoal, foram pequenos resumos BEEEEM resumos dos filmes;

espero que tenham curtido aê,

Beijão e até a próxima ;*